top of page
  • Foto do escritorLiberto Alexandre Rodas Matos

Artrose da anca: causas, sintomas e tratamentos

Atualizado: 2 de mar.

Guia completo sobre as causas, sintomas e tratamentos para a artrose na anca. Conheça ainda a opinião do nosso especialista em doenças degenerativas do osso e das articulações.


Bem-vindo ao nosso artigo sobre as causas e tratamentos para a artrose no quadril. A artrose no quadril é uma condição degenerativa que afeta a cartilagem nas articulações do quadril. Isso pode levar a dor, rigidez e limitações na mobilidade, afetando significativamente a qualidade de vida dos indivíduos.

Neste artigo, exploraremos as principais causas desse problema, bem como as opções de tratamento disponíveis.


artrose da anca
Neste Guia Completo saiba tudo sobre Artrose de Anca: quais as Causas, os seus Principais Sintomas e quais os Tratamentos disponíveis mais eficazes

Entre as causas mais comuns da artrose na anca estão o envelhecimento, lesões na anca, obesidade e fatores genéticos. À medida que envelhecemos, a cartilagem no quadril se desgasta naturalmente, levando à artrose. Lesões no quadril, como fraturas ou problemas de desenvolvimento também podem desencadear o problema. O excesso de peso coloca mais pressão nas articulações, aumentando o risco de artrose. Além disso, a predisposição genética também desempenha um papel importante.


Felizmente, existem diferentes opções de tratamento para a artrose no quadril. A fisioterapia, exercícios específicos, medicamentos para alívio da dor e, em casos graves, cirurgias, podem ajudar a controlar os sintomas e melhorar a qualidade de vida dos pacientes. Continue lendo para descobrir mais informações sobre esse problema comum e como lidar com ele de maneira eficaz.







 

O que é a artrose da anca?


dor na anca que irradia para a perna

A artrose da anca, também conhecida como osteoartrite do quadril, é uma condição degenerativa das articulações que afeta a região da anca. Esta condição ocorre quando a cartilagem que reveste as articulações da anca se desgasta ao longo do tempo, levando a sintomas como dor, rigidez e diminuição da amplitude de movimento.


A artrose da anca é mais comum em pessoas mais velhas, mas também pode resultar de lesões articulares, obesidade ou predisposição genética. O tratamento pode envolver medidas conservadoras, como medicamentos para alívio da dor, fisioterapia e mudanças no estilo de vida. Em casos mais graves, a cirurgia de substituição da anca pode ser considerada.



dor na anca do lado direito

Causas da artrose da anca

A artrose da anca, ou osteoartrite do quadril, pode ser originada por diversas causas, contribuindo para o desgaste da cartilagem na articulação da anca. Fatores como envelhecimento, lesões articulares, predisposição genética, obesidade e atividade física inadequada desempenham papéis significativos no desenvolvimento da artrose da anca.


O envelhecimento natural do corpo é um fator-chave, uma vez que a cartilagem tende a se desgastar ao longo do tempo. Lesões articulares, decorrentes de acidentes, esportes de impacto ou outras situações traumáticas, também podem desencadear o processo degenerativo. A predisposição genética pode tornar alguns indivíduos mais propensos a desenvolver artrose.


A obesidade sobrecarrega as articulações da anca, aumentando o risco de artrose. Por outro lado, a falta de atividade física adequada pode contribuir para a fraqueza muscular e instabilidade nas articulações, agravando a condição.


Em resumo, a artrose da anca é multifatorial, resultando da interação complexa entre o envelhecimento, predisposição genética, lesões, obesidade e níveis inadequados de atividade física. O entendimento desses fatores é crucial para o tratamento da dor e a prevenção da artrose da anca. Para informações específicas sobre seu caso, consulte um profissional de saúde qualificado.





artrose anca

Factores de risco para o desenvolvimento da artrose da anca

Os fatores de risco para o desenvolvimento da artrose da anca abrangem uma variedade de influências que aumentam a probabilidade de degeneração articular. Compreender esses fatores é crucial para a prevenção e o manejo eficaz da osteoartrite do quadril.



dor na anca do lado esquerdo

Envelhecimento

O risco de artrose da anca aumenta com a idade, pois a cartilagem tende a se desgastar naturalmente ao longo do tempo.





caminhar faz bem para artrose

Lesões Articulares

Traumatismos, lesões ou cirurgias anteriores na região da anca podem predispor à artrose.






artrose qual o tratamento

Predisposição Genética

A herança genética pode desempenhar um papel na suscetibilidade à artrose, tornando alguns indivíduos mais propensos à condição.





bursite anca tratamento

Obesidade

O excesso de peso coloca uma carga adicional nas articulações da anca, aumentando o risco de degeneração da cartilagem.






artrose e tratamento

Atividade Física Inadequada

A falta de exercício ou a prática inadequada de atividades físicas podem contribuir para fraqueza muscular e instabilidade articular.




prótese da anca movimentos a evitar

Anormalidades Articulares

Malformações congênitas ou outras anormalidades nas articulações podem aumentar o risco de desenvolver artrose.




hospital da luz ortopedia anca

Género Feminino

As mulheres têm uma tendência ligeiramente maior de desenvolver artrose da anca em comparação com os homens.





artroplastia total da anca

História Familiar

Ter familiares com histórico de artrose pode aumentar a probabilidade de desenvolver a condição.


Compreender e mitigar esses fatores de risco é essencial para a prevenção e o manejo eficaz da artrose da anca. Consultar um profissional de saúde para orientação personalizada e adotar um estilo de vida saudável são passos importantes nesse processo.


Sintomas da artrose da anca

Os sintomas da artrose da anca podem variar em intensidade e incluem indicadores que afetam a qualidade de vida dos indivíduos. Reconhecer esses sinais é fundamental para o diagnóstico precoce e a gestão eficaz da osteoartrite do quadril.



dor na anca

Dor na Anca

A dor é um sintoma predominante, geralmente localizada na virilha ou na parte lateral da anca. Pode ser constante ou surgir durante atividades específicas.



osteoartrose

Rigidez Articular

A rigidez na anca, especialmente após períodos de inatividade, é comum na artrose. Isso pode impactar a mobilidade e a flexibilidade.




displasia da anca

Redução da Amplitude de Movimento

O desenvolvimento da artrose pode resultar em uma diminuição gradual da capacidade de realizar movimentos amplos na articulação da anca.



displasia anca

Crepitação Articular

Um som de rangido, conhecido como crepitação, pode ocorrer durante o movimento da anca devido ao atrito entre os ossos desgastados.



infiltração na anca preço

Desconforto ao Caminhar

A artrose pode causar dificuldade e desconforto ao caminhar, especialmente em terrenos irregulares.




ancas

Inchaço na Anca

Em alguns casos, a articulação pode ficar inchada devido à irritação causada pela artrose.




dor na anca que irradia para a virilha

Alterações na Marcha

Para compensar a dor, os indivíduos podem desenvolver uma marcha alterada, o que pode levar a desconforto adicional.




melhor ortopedista anca lisboa

Impacto nas Atividades Diárias

A artrose da anca pode interferir nas atividades diárias, como subir escadas, levantar-se de uma cadeira ou praticar exercícios físicos.



Ao experimentar esses sintomas, é crucial procurar a orientação de um profissional de saúde para um diagnóstico preciso e um plano de tratamento adequado. O gerenciamento eficaz pode incluir medidas como medicamentos, fisioterapia, exercícios específicos e, em alguns casos, intervenções cirúrgicas.



dor na anca quando deitada

"A artrose de anca é uma doença degenerativa das articulações da anca, que atinge 10-20% da população após os 60 anos, tendo maior incidência nos homens até aos 45 anos e nas mulheres após esta idade. Quando é diagnosticada na sua fase inicial e são realizados tratamentos de acupuntura bioenergética é possivel parar a doença e regenerar as articulações afetadas. Quando se age no inicio é possivel evitar ou retardar as opções cirurgicas e as suas complicações". - Dr. Liberto Matos, biomédico especialista em acupuntura bioenergética e moxabustão.



ossos anca

Diagnosticar a artrose da anca

O diagnóstico da artrose da anca envolve uma abordagem integrada que considera sintomas, exames clínicos e, em alguns casos, procedimentos de imagem.


Se suspeita de artrose de anca, é essencial buscar a avaliação de um profissional de saúde para um diagnóstico preciso e um plano de tratamento adequado.


Avaliação Clínica

Um médico ou um técnico superior de saúde realizará uma avaliação detalhada dos sintomas, histórico médico e exame físico para identificar indicadores de artrose da anca.


Ressonância Magnética Quântica (RMQ)

A ressonância magnética quântica (RMQ) é um exame de diagnóstico por medicina quântica, que analiza as frequências quânticas de baixa intensidade que os tecidos e orgãos doentes emitem e realizando um diagnóstico complementar não invasivo que vai permitir determinar o grau de desgaste da sua articulação da anca.


O equipamento que realiza o diagnóstico realiza em seguida o tratamento da artrose de anca, através da emissão de uma frequência quântica especifica que vai regenerar os seus tecidos e articulações.


Parece-lhe ficção ciêntifica?


Pois bem, esta tecnologia foi desenvolvida em 1970 para tratar os astronautas soviêticos e é também utilizada presentemenmte pela NASA diagnosticando as doenças e tratando á distância recorrendo a esta moderna tecnologia.


 


 

Radiografias

Radiografias são frequentemente utilizadas para visualizar a articulação da anca e identificar alterações na estrutura óssea, como o estreitamento do espaço articular e a formação de osteófitos (bicos de papagaio).


Ressonância Magnética (RM)

A RM pode fornecer imagens mais detalhadas dos tecidos moles ao redor da articulação, auxiliando na detecção de danos na cartilagem e inflamação.


Análises Clínicas

Embora não diretamente diagnostiquem a artrose, análises ao sangue podem ser realizadas para descartar outras condições articulares, como a artrite reumatóide.


Tomografia Computadorizada (TAC)

Em alguns casos, a TAC pode ser usada para fornecer uma visão tridimensional mais precisa da articulação da anca.


Aspiração da Articulação

Em situações específicas, uma aspiração do liquido sinovial da articulação pode ser realizada para analisar o líquido sinovial, ajudando a descartar outras condições e avaliar a presença de inflamação.


Ao receber um diagnóstico de artrose da anca, o profissional de saúde colaborará no desenvolvimento de um plano de tratamento personalizado. Isso pode incluir medidas conservadoras, como medicamentos e suplementos alimentares para controle da dor, acupuntura bionergética, moxabustão, osteopatia, quiropraxia, fisioterapia, suplementos alimentares, biomagnetismo, mesoterapia homeopática, medicina quântica exercícios específicos e, em casos avançados, a consideração de opções cirúrgicas, como a prótese da anca. O acompanhamento regular e a comunicação aberta com o médico são fundamentais para gerenciar eficazmente a condição.




 tratamento inovador para artrose da anca

Tratamentos não cirúrgicos da artrose da anca

Os tratamentos não cirúrgicos desempenham um papel fundamental no manejo eficaz da artrose da anca, proporcionando alívio dos sintomas e melhorando a qualidade de vida. Ao considerar opções não cirúrgicas para a osteoartrite do quadril, é importante consultar um profissional de saúde para orientação personalizada. Abaixo estão algumas abordagens comuns:


Acupuntura bioenergética e moxabustão

A acupuntura é a técnica de eleição para tratar os primeiros sintomas de artrose de anca. O procedimento envolve a introdução indolor de agulhas muito finas, nos acupontos que regulam a saúde da anca. Como é uma técnica extremamente analgésica e anti-inflamatória promove a circulação sanguínea e energética na articulação, regenerando a cartilagem e a função articular.



Mexe-Mexe o suplemento da regeneração articular

O Mexe-Mexe é um suplemento alimentar desenvolvido pelo Dr. Liberto Matos, que inclui na sua composiução extratos naturais concentrados de várias plantas com uso tradicional comprovado em caso de artrose, dor e inflamação articular. Milhares de utentes tem beneficiado desta fórmula melhorando a sua qualidade de vida e bem estar articular.


Medicamentos para Alívio da Dor

Analgésicos e anti-inflamatórios não esteroides (AINEs) são frequentemente prescritos para reduzir a dor e a inflamação associadas à artrose da anca.


Fisioterapia

Programas de fisioterapia incluem exercícios específicos para fortalecer os músculos ao redor da anca, melhorar a amplitude de movimento e proporcionar suporte à articulação afetada.


Perda de Peso

Para aqueles com excesso de peso, a perda de peso pode aliviar a carga nas articulações da anca, reduzindo a pressão sobre a cartilagem desgastada.


Atividade Física Adequada

Exercícios de baixo impacto, como natação e ciclismo, podem ajudar a manter a mobilidade e fortalecer os músculos sem causar excesso de estresse nas articulações.


Uso de Auxílios de Mobilidade

O uso de bengalas ou outros dispositivos de assistência pode reduzir a pressão sobre a anca afetada e melhorar a estabilidade ao caminhar.


Adaptações no Estilo de Vida

Modificações no estilo de vida, como evitar atividades que causem desconforto excessivo, podem ajudar a preservar a saúde da articulação.


Injeções de Corticosteroides ou Ácido Hialurônico

Essas injeções podem fornecer alívio temporário da dor e inflamação, sendo administradas com orientação médica.


A escolha do tratamento não cirúrgico dependerá da gravidade dos sintomas e das necessidades individuais. A abordagem integrada dessas opções pode contribuir significativamente para o gerenciamento eficaz da artrose da anca, promovendo uma melhoria na qualidade de vida.



ortopedista especialista em anca

Opções cirúrgicas para a artrose da anca

Quando os tratamentos não cirúrgicos não proporcionam alívio adequado ou a artrose da anca atinge um estágio avançado, intervenções cirúrgicas podem ser consideradas para restaurar a função e aliviar os sintomas. Consultar um ortopedista é fundamental para avaliar a viabilidade dessas opções cirúrgicas. Aqui estão algumas opções comuns:


Substituição Total da Anca (STA)

A STA é uma cirurgia comum e altamente eficaz para tratar a artrose avançada. Envolve a substituição da articulação danificada por uma prótese artificial, aliviando a dor e restaurando a mobilidade.


Artroscopia

Em alguns casos, a artroscopia pode ser utilizada para tratar a artrose da anca. Este procedimento envolve a inserção de pequenas incisões para reparar ou remover tecidos danificados.


Osteotomia

A osteotomia é uma técnica cirúrgica que envolve a remodelação do osso para redistribuir o peso e aliviar a pressão na articulação comprometida, retardando assim a progressão da artrose.


Ressecção da Cabeça e Colo Femorais

Em casos selecionados, a remoção cirúrgica da cabeça e do colo do fêmur pode ser uma opção para aliviar a dor e melhorar a mobilidade.


Artroplastia de Superfície

Esta técnica preserva mais os ossos naturais do que a STA, substituindo apenas a superfície danificada da articulação. É uma opção para pacientes mais jovens com artrose menos avançada.


Revisão de Prótese

Para aqueles que já passaram por uma STA e enfrentam complicações, a revisão da prótese pode ser necessária para corrigir problemas e restaurar a funcionalidade.


A escolha da opção cirúrgica dependerá da gravidade da artrose, da idade do paciente, do estado geral de saúde e de outros fatores. É crucial discutir as opções com um ortopedista para determinar a abordagem mais adequada para cada caso específico.



como aliviar dor na anca

Reabilitação e recuperação após o tratamento da artrose da anca

A reabilitação e recuperação após o tratamento da artrose da anca são fases cruciais para otimizar os resultados e restaurar a qualidade de vida. Após procedimentos como a Substituição Total da Anca (STA), seguir as orientações de reabilitação é essencial. Aqui estão elementos-chave para a fase de reabilitação, contribuindo para uma recuperação bem-sucedida:


Fisioterapia Especializada

Programas de fisioterapia personalizados são fundamentais para melhorar a força muscular, flexibilidade e amplitude de movimento na articulação da anca. Esses exercícios visam acelerar a recuperação e promover uma função adequada da prótese.


Exercícios Controlados

Atividades físicas adaptadas, como caminhadas supervisionadas e exercícios específicos de reabilitação, são incorporadas para fortalecer os músculos ao redor da anca, promovendo a estabilidade e prevenindo complicações.


Monitoramento Clínico Regular

Consultas de acompanhamento com profissionais de saúde são agendadas para avaliar a evolução da recuperação, ajustar planos de reabilitação conforme necessário e abordar quaisquer preocupações do paciente.


Educação do Paciente

Informar o paciente sobre as atividades adequadas durante o período de recuperação, restrições temporárias e sinais de complicações é crucial para garantir uma recuperação tranquila.


Adaptações no Estilo de Vida

Modificações no estilo de vida, como a manutenção de um peso saudável e a prática regular de atividades físicas de baixo impacto, são incentivadas para preservar a saúde articular a longo prazo.


Suporte Psicológico

O suporte emocional e psicológico pode ser crucial durante o processo de reabilitação, ajudando os pacientes a enfrentar desafios emocionais associados à cirurgia e à recuperação.


Gestão da Dor

Estratégias para gerenciar a dor pós-cirúrgica são implementadas, envolvendo o uso de medicamentos prescritos e terapias não farmacológicas para promover o conforto do paciente, bem como a já mencionada acupuntura bioenergética.


A reabilitação personalizada desempenha um papel integral na recuperação pós-tratamento da artrose da anca, facilitando a transição para uma vida ativa e saudável. Seguir diligentemente as recomendações dos profissionais de saúde contribui para resultados ótimos e minimiza o risco de complicações.



artroplastia total da anca

Prevenção da artrose da anca

A prevenção da artrose da anca é crucial para preservar a saúde das articulações e minimizar o risco de desenvolvimento dessa condição degenerativa. Implementar medidas preventivas pode ser especialmente benéfico, especialmente para aqueles com fatores de risco. Aqui estão estratégias de prevenção otimizadas para a artrose de anca:


Acupuntura Bioenergética

Fazer acupuntura bioenergética regularmente é uma forma de melhorar a saúde geral e o bem-estar das suas articulações. Diariamente o nosso organismo vai sendo desgastado e com o avançar da idade a sua capacidade regenerativa vai diminuido. A acupuntura de manutenção permite manter em alta a capacidade regenerativa do seu corpo, melhorando a eficácia do seu sistema imunitário e prevenindo o surgimento de doenças degenerativas crónicas como a artrose das mãos, artrose de joelho, artrose de coluna, fibromialgia , entre outras.

Exercício Regular

Adotar uma rotina de exercícios de baixo impacto, como natação, caminhada e ciclismo, fortalece os músculos ao redor da anca, promovendo a estabilidade e reduzindo a pressão sobre as articulações.


Controle de Peso

Manter um peso saudável é fundamental, pois o excesso de peso aumenta a carga nas articulações da anca, contribuindo para o desgaste da cartilagem. Dieta equilibrada e exercícios regulares são essenciais para o controle de peso.


Proteção Articular

Evitar atividades de alto impacto e adotar medidas de proteção, como o uso adequado de calçados e equipamentos esportivos, pode reduzir o estresse nas articulações da anca, prevenindo lesões que poderiam levar à artrose.


Postura Adequada

Manter uma boa postura ao caminhar, sentar e realizar atividades diárias é essencial para distribuir uniformemente a pressão sobre as articulações e prevenir o desgaste irregular da cartilagem.


Exames Médicos Regulares

Realizar check-ups regulares com profissionais de saúde permite a identificação precoce de fatores de risco e a implementação de medidas preventivas personalizadas.


Suplementos Nutricionais

Em alguns casos, suplementos como glucosamina e condroitina podem ser considerados para apoiar a saúde das articulações, embora seja crucial consultar um profissional de saúde antes de iniciar qualquer suplementação.


Evitar Hábitos Nocivos

Abandonar hábitos prejudiciais, como o tabagismo, é importante, pois o tabaco pode prejudicar a circulação sanguínea nas articulações.


Treino de Força

Incorporar exercícios de fortalecimento muscular na rotina, focando nos músculos ao redor da anca, ajuda a sustentar a articulação e reduzir a probabilidade de desenvolver artrose.


A implementação consistente dessas estratégias pode desempenhar um papel significativo na prevenção da artrose da anca. No entanto, é crucial consultar um profissional de saúde para orientação personalizada, especialmente para aqueles com predisposição genética ou outros fatores de risco significativos



Comments


bottom of page